Templo e Taverna, o título remete à ideia de sagrado e profano, porém não em uma noção dicotomizada, mas dialética. São as duas faces da mesma moeda. Não existe o sagrado sem o profano nem o profano sem o sagrado, eles são elementos que emergem da consciência humana e que estão em constante diálogo.

Entre os textos e estercos da minha desconstrução religiosa surgiram as ideias para criar este blog. As influências que os meus textos tem são múltiplas, mas três autores se destacam: Edgar Morin, Mircea Eliade e Nietzsche. Esses autores fazem um ponto comum em minha mente: o de abrir caminhos para o conhecimento do homem e da realidade. É nessa linha que procuro compreender a complexidade entre o sagrado e o profano.

É preciso dizer que há aqui um grito iconoclasta: destruir os ídolos da religiosidade institucional que aviltam a vida e a liberdade do homem, a saber, os dogmas e suas doutrinas.

Mailson Cabral

OBS: Você pode encontrar mais sobre o blog no Facebook aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s